Não será o tempo de parar para pensar por um minutinho?

Pelos vistos o dirigente comunista Vasco Cardoso anunciou que o PCP vai apresentar iniciativas legislativas próprias para baixar o preço dos combustíveis, acompanhadas de pedidos de audições urgentes no parlamento ao ministro da Economia e outros responsáveis.

Segundo ele “ O PCP considera que é necessário e possível reduzir no imediato o preço dos combustíveis e tomará as iniciativas legislativas necessárias à sua concretização. Desde logo, pondo fim à dupla tributação do IVA, que incide sobre o gasóleo e a gasolina, mas também exigindo do Governo a não aplicação do chamado adicional ao Imposto Sobre Produtos Petrolíferos (ISP), assegurando a neutralidade fiscal com que se comprometeu", disse este membro da comissão política do Comité Central do PCP em conferência de imprensa.

Em lógica de cerco ao PS na sexta-feira, o CDS anunciara já uma iniciativa legislativa para eliminar o denominado imposto adicional sobre a gasolina e o gasóleo criado em 2016 pelo atual Governo, então com o argumento dos preços do petróleo estarem a níveis muito baixos, para compensar as perdas de receita em sede de IVA.

E com as asneiras de Vieira da Silva na sua louca e irresponsável visão para a legislação laboral a situação não está famosa para um PS quase abandonado e com membros do governo que deveriam ser entregues às suas faculdades como o do Ambiente e agora ao que parece o das Finanças.

Parece que eles sim eles ( hipótese de erro 10%) acreditam que podem continuar na governação agora negociando com o PSD de Rio/MRSousa nem que seja deitando abaixo o parlamento para provocar eleições onde sonham com uma quase impossível maioria absoluta

Pois !

Mas o problema nao está só no PS está também no PCP e no BE pois parece que o veneno que ha uns anitos Paulo Portas denunciou e agora está sentado em Belém espalhou a zinzania com o gozo que o carateriza e PCP e BE estão prestes a deixarem-se engolir nessa maré direitista a par do PS.

Não há cedências a fazer há diálogo a fazer crítica a fazer e entre a Cidadania pois a maioria absoluta não vai acontecer e o PSD de Rio/MRSousa também não terão maioria nem com o CDS pelo que a tendência será para uma coligação à bloco central que como a anterior durará pouco sendo que dela o PS se arrisca a sair à PASOK ou à PSF esvaziado lá para algo entre 2022 e 2023

Bom para a Esquerda ?

Não nada bom para ninguém pois o voto de Esquerda no PS tenderá para a abstenção e o voto nulo pelo que não haverá nem Podemos portugues nem subida meteórica do PCP e tal será assim por mais algum tempo com a Democracia bloqueada entre esta crescente crise global.

Catastrófica eu ?

No PASOK e no PSF poderão dizer-vos quem é catastrofista ...

Haja diálogo haja debate na Cidadania e não nos aparelhos e talvez consigamos retomar o rumo de 2016 ... mas sempre se contra MRSousa !

Nardia M.

Foto de destaque: Giacomo Giugiaro on Visual hunt / CC BY-NC-SA

Share

Últimos artigos

Be the first to comment on "Não será o tempo de parar para pensar por um minutinho?"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*