Olha!… Descobriram que somos comunitaristas ?

O Eurostat o INE da UE descobriu que os Jovens portugueses só saem de casa perto dos 30 anos agorinha este ano! 🙂

Segundo ele Portugal é um dos países onde os filhos ficam em casa da família até mais tarde sendo que se vive o oposto nos países do norte da Europa.

Alguns dirão ( e com alguma razão) que tal saída tardia “de casa” resulta dos baixos rendimentos das lusas famílias mas vale a pena acrescentar algum mais gindungo ( enfim mais ou menos a malagueta) ao tema e questionarmo-nos sobre o sentido comunitário que também justifica tão tardia saída “de casa”.

Gramsci tem em conta esse sentimento comunistarista na sua visão frentista e não tanto obreirista da luta de classes e na verdade também Cunhal com alguns desvios obreiristas geriu a “luta de classes” lusa nesse contexto sendo exemplos de tal a FEPU a APU e a CDU as “frentes políticas” que sempre inventou para se candidatar à “eleições burguesas” para onde o “partido” se envolvia de um cenário de “frente” para captar as massas não operárias para a revolução democrática nacional !

Este sentido comunitarista é também visível no modelo paroquial comunitarista luso enfim de intervenção da igreja que em Portugal tem mais de 1000 anos releve-se o que estabelece raízes bem profundas na sociedade pelo que se pode dizer que as duas visões mais interventoras socialmente geram precisamente esta mesmo comunitarista mentalidade.

Não iremos refletir muito sobre a informação não portuguesa nada como reconhecer que saindo “de casa” mais tarde que em Portugal, só em seis outros países - Malta, onde os filhos só saem de casa dos pais aos 32 anos, a Croácia, aos 31 e na Itália, na Eslováquia, na Grécia e em Espanha, onde as saídas “de casa” são muito afins .

Enfim tudo países de industrialização fraca ( total ou parcialmente) ou tardia todos do Sul

E se media uesina está nos 26 anos os primeiros a sair são os jovens que vivem no norte da Europa sendo a Suécia, onde os jovens saem aos 21 anos de idade, rondando essa idade a Dinamarca a Finlândia e o Luxemburgo.

Ja os alemães saem de casa aos 23 e na França e no Reino Unido sai-se “de casa” aos 24 anos podendo-se dizer que já em 2016 o Eurostat apontava para esta realidade - os jovens nórdicos eram os que saíam de casa mais cedo pelos 20 anos.

Ora se a estrutura celular social se centra na família esta assume uma funcionalidade mais alargado e entrosadora a sul que a norte podendo-se invertendo os papéis sociais e relevando mais a igreja que o partido que o comunitárismo Sulano resulta da influência católica vaticanista muito paroquial e comunitária.

Jovens portugueses só deixam a casa dos pais depois dos 29 anos

 

E para provar que esta descoberta vem tarde demais, nada como ver esta notícia da RTP de 2012 🙂

Joffre Justino

Share

Últimos artigos

Be the first to comment on "Olha!… Descobriram que somos comunitaristas ?"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*