Ao fim e ao cabo, o PSOE ..

... Com Sanchez segundo a agência ABC recupera passando a ser o partido mais votado e assim derrota um centrismo que sustentava o PP no poder até com apoios por dentro do PSOE que mantiveram Rajoy em estertor até este fim sem glória.

Fica razoavelmente claro que os cidadãos não querem estes cinzentismo ditos “europeus” como acontece com a Geringonça que agora alguns aparelhistas do PS estão a pôr estupidamente em causa

Claro que Sanchez está com mais problemas que Costa pois tem para se manter (mesmo para preparar eleições) de assumir os acordos com os Independentistas algo que Vieira da Silva parece desconhecer como se viu neste caso da legislação laboral e da Concertacao Social.

Mesmo assim tanto Sanchez quanto Costa vivem em autêntica corda bamba neste contexto de minorias só maiorias com adversos e essa corda bamba gera um ambiente onde mais que nunca a palavra conta e Sanchez terá de saber como agir entre a tensão Independentistas e o centralismo monarquista.

A hipótese mais segura seria levar as Espanhas para uma República Confederal talvez até contando com Portugal mas certamente a no curto prazo mais tensa pelo que há muito a ver por aqueles hispânicos lados.

Mas para já há uma aposta eleitoralista bem perigosa para os socialistas tanto em Portugal quanto nas Espanhas pois o que vem do pós eleições tende a ser mais do mesmo isto é não haver maiorias absolutas e haver sim maiorias relativas que ficarão nas mãos do bloco MRSousa/Rui Rio isto é do cinzento e inútil bloco central.

Nardia M.

Foto de destaque: vermelho.org.br

Share

Últimos artigos

Be the first to comment on "Ao fim e ao cabo, o PSOE .."

Leave a comment

Your email address will not be published.


*